Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Junho de 2019

ANGOLA

Situação Económica de Angola

ANGOLA

Informação e Percepção da Economia Angolana

ANGOLA

Recordar o passado para encontrar soluções

ÁFRICA

FATALIDADES E ESPERANÇAS DA ECONOMIA AFRICANA

AFEGANISTÃO

LISTA NEGRA DOS SOLDADOS DO PROFETA

ANGOLA

OS DESAFIOS PARA AS ELEIÇÕES DE 2022

ÁFRICA

ADAPTAR OS EXÉRCITOS AFRICANOS AOS NOVOS INIMIGOS

ANGOLA

MPLA - O CONGRESSO DO REJUVENESCIMENTO

Rádio

Publicidade

Economia

Situação Económica de Angola

| Editoria Economia | 01/07/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O mandato do presidente João Lourenço confronta-se com a realidade de um país seriamente acorrentado a uma dívida pública preocupante a nível interno e externo (Angola é um dos países mais endividados do continente africano) que condicionam gravemente o arranque de uma economia excessivamente ancorada à monocultura petrolífera em declínio lento e inexorável.

Mas, para além do deficit dos indicadores económicos, existe um deficit da mentalidade da classe dirigente em relação à abordagem da economia angolana na sua componente histórica e económica, existe uma espécie de amnésia fabricada por um discurso “negacionista” a proveito de inconfessáveis ambições de uma elite sem respostas teóricas e práticas susceptíveis de um futuro desenvolvimentista.

Em boa hora se realizou o Fórum de Apoio à Reconversão da Economia Nacional em meados do Mês passado, sob a tutela do Instituto de Liderança Boavida em parceria com a Associação Insustrial de Angola (AIA) que soube enquadrar as preocupações do ministro Pedro Luís da Fonseca, auscultou várias personalidades de renome a nível nacional e estrangeiro, na reflexão de novos caminhos na diversificação da economia angolana.

A África 21 optou por publicar excertos das principais comunicações, os trechos que achamos mais pertinentes, sem cair na tentação do rewriting do resumo, das intervenções de Carlos Lopes, prestigiado professor internacional e colaborador assíduo da nossa revista, do mediático economista Carlos Rosado de Carvalho e José Severino, que num estilo coloquial dissertou sobre o passado e grandezas da economia colonial.

(Leia o artigo na integra  na edicção nº140 da Revista África21, mês de Junho)

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade