Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Economia

Afreximbank pretende criar fundo para apoiar zona de livre-comércio em África

| Editoria Economia | 09/07/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O African Export-Import Bank (Afreximbank)– instituição multilateral de financiamento ao comércio pan-africano – pretende criar um fundo de mil milhões de dólares, para apoiar a implementação do acordo para a criação da Zona de Comércio Livre Continental Africana (ZCLCA), anunciou o mesmo. 

A notícia foi dada pelo presidente do Afreximbank, Benedict Oramah, aos chefes de Estado e de Governo que participaram, em Niamey, Níger, na cimeira extraordinária da União Africana (UA) que marcou o arranque da fase operacional do Acordo de Livre-Comércio Continental Africano (AfCFTA).

O fundo, de mil milhões de dólares destina-se a apoiar os países a ajustarem-se às perdas repentinas e significativas de receitas provenientes das taxas aduaneiras  que  o acordo prevê.

“Este fundo irá ajudar os países a acelerarem a ratificação do AfCFTA”, disse Benedict Oramah, acrescentando que ao dar início à fase operacional do acordo “foi iniciado um movimento imparável”.

O presidente do Afreximbank anunciou igualmente o lançamento do Sistema de Pagamentos Pan-Africano (PAPSS, na sigla em inglês), o primeiro sistema de pagamento digital do continente focado em facilitar os pagamentos de mercadorias e serviços em moedas africanas.

“É uma plataforma que irá internacionalizar os pagamentos intrarregionais e poupar ao continente mais de 5 mil milhões de dólares anuais em custos com transações e formalizar uma proporção significativa dos estimados 50 mil milhões de dólares em comércio informal em África”, disse.

O PAPSS é uma plataforma desenvolvida em parceria com a União Africana e irá ajudar a desenvolver o comércio intra-africano.

Para o presidente do Afreximbank, “a plataforma digital dará um golpe fatal no subdesenvolvimento causado pela desfragmentação das economias” africanasao tornar possível aos africanos pagarem em moedas locais.

“O nosso objectivo é reduzir significativamente as moedas estrangeiras nos pagamentos” dentro do continente, acrescentou.

 

  

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade