Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Saúde

Ébola: OMS alerta Angola para casos vindos da República do Congo

| Editoria Saúde | 19/07/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A Organização Mundial da Saúde emitiu ontem, 18 de julho, um alerta para Angola pelo risco de eventuais casos de Ébola provenientes da República Democrática do Congo. No passado dia 17 de julho, a OMS declarou a epidemia como uma emergência sanitária mundial, tendo já provocado a morte de mais de 1600 pessoas.

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, afirmou, nesta quinta-feira, 18 de julho, em Mbanza Kongo, estarem criadas as condições para se conter "eventual" propagação da febre hemorrágica do ébola no país.

“ Temos de estar preparados porque somos um país ao lado da República Democrática do Congo e por continuidade, junto da emigração, também devem estar alertas. É necessário prestar atenção para que não se registem casos de contaminação”, declarou o representante da OMS em Angola, em declarações citadas pela agência Lusa.

O representante da OMS em Angola garante que já foi elaborado um Plano Nacional de Contingência para dar resposta a eventuais casos de contágio. “O Governo angolano está preparado, agora há algumas acções que ainda têm de ser feitas e estamos a trabalhar no sentido”, afirmou Hernando Agudelo.

O responsável revelou também que as autoridades angolanas estão a ser preparadas com treinos de reconhecimento da doença. “Foi feito um treino a nível das províncias fronteiriças com a RD Congo para em primeiro lugar estarem em alerta para que não se passe um caso de Ébola sem darem conta”, explicou.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade