Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Sociedade

União Africana doa 100 mil dólares ao Mali para apoiar deslocados internos

| Editoria Sociedade | 25/07/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A comissária da União Africana (UA) para os Assuntos Políticos, Minata Samaté Cessouma, entregou no dia 23 de Julho, ao ministro maliano da Solidariedade, Hamadoun Konté, um cheque no valor de 100 mil dólares americanos, para apoiar os  deslocados internos,  no país.

A entrega foi feita na presença do representante especial da UA, no Mali, Pierre Buyoya.

Os conflitos intercomunitários, na província central maliana de Mopti, provocaram uma deslocação em massa das populações para outras localidades do país, nomeadamente na capital, Bamako e em várias cidades no sul do Mali.

Uma delegação da UA, liderada por Cessouma Minata Samaté, em colaboração com o Sub-Comité para os Refugiados, Repatriados e Deslocados Internos,  encontra-se desde domingo último, no Mali, no quadro de uma missão humanitária a favor destas populações deslocadas.

O objetivo desta missão da organização pan-africana é marcar a solidariedade da UA  com o povo maliano e examinar a situação das deslocações forçadas, particularmente a problemática dos jovens.

No ato da entrega do cheque, Cessouma Minata Samaté declarou que esta doação de 100 mil dólares americanos ao Mali representa uma contribuição simbólica da UA, que marca a sua solidariedade a favor das populações deslocadas, acrescentando que a sua organização quer fazer melhor para apoiar os países do continente.

"Infelizmente, o número de refugiados aumenta diariamente, em África, mas o financiamento está a diminuir. Esta situação exige uma maior sensibilização dos parceiros”, constatou.

Sobre as mulheres e crianças que sofrem cada vez mais em situações de deslocações forçadas, ele exortou o departamento competente a atribuir uma atenção particular a esta franja da população.

Do seu lado, o ministro maliano da Solidariedade sublinhou que o envolvimento da UA no terreno dá a esperança aos povos, garantindo que “ este cheque de 100 mil dólares americanos será utilizado perfeitamente" e que um relatório será feito em relação à utilização desta doação.

A delegação da UA efetuou, segunda-feira, uma visita de campo à província de Mopti, no centro do país, para se inteirar das realidades no terreno, antes de iniciar encontros com os atores humanitários sobre a situação prevalecente, no Mali.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade