Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Política

Presidente indiano inicia périplo na África ocidental

| Editoria Política | 31/07/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O presidente indiano, Ram Nath Kovind, iniciou na segunda-feira (29) no Benim um périplo que o levará também a Gâmbia e a Guiné Conacri, dois países da África ocidental.

 No Benim, o presidente indiano se encontrou com o seu homólogo, Patrice Talon e discursou no Parlamento.

Mais de 1.250 indianos vivem neste país francófono onde operam mais de 230 empresas do gigante asiático em ramos como o têxtil, castanha de caju, arroz e madeira.

A próxima paragem de Ram Nath Kovind será Gâmbia, onde o presidente participará num evento da comunidade indígena e inaugurará uma exposição sobre Mahatma Gandhi e Khadi (vestuário tecido e fabricada à mão na Índia).

O périplo terminará na Guiné Conacri, país francófono onde o governo indiano acaba de inaugurar uma embaixada. A chancelaria em causa faz parte de um grupo de 18 novas em África, incluindo 7 na África ocidental.

A antropóloga social no Instituto Superior de ciências do trabalho e da empresa (ISCTE) em Lisboa e especialista da Índia, Maria Rosa Perez, informou que para além do investimento económico que a Índia não quer desperdiçar, há questões geo-estratégicas, nomeadamente a luta contra a pirataria marítima que está na base desta deslocação.

“E isto sem subestimar o facto do apoio da Índia aos povos das antigas colónias britânicas ou portuguesas em África, no âmbito do Movimento dos Países Não-Alinhados inspirado em larga escala pela luta em prol da independência indiana”, acrescentou.

Referindo-se a visita do presidente indiano ao Benim, Maria Rosa Perez disse que o Benim constitui uma porta de entrada para África subsariana onde a Índia não tem um mercado substantivo, mas está interessada em investir em vários sectores.

 

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade