Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Política

Tanzânia: SADC pede para suspender sanções contra o Zimbabwe

| Editoria Política | 19/08/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O novo presidente da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), John Magufuli, defendeu, no domingo,18, em Dar es Salaam, a suspensão das sanções contra o Zimbabwe, considerando-as prejudiciais para os seus cidadãos e os países do bloco.

O presidente da Tanzânia que falava durante a 39ª Cimeira Ordinária dos Chefes de Estado e de Governo realizada no fim-de-semana, apelou à SADC e à comunidade internacional a juntarem-se na busca do fim das medidas económicas impostas pelo Ocidente.

Para Magufuli, os problemas enfrentados pelo Zimbabwe, literalmente afectam todos os países da região.

"O Zimbabwe está sob sanções há anos, mas precisamos que o mundo entenda que quando uma mão é cortada, todo o corpo é afectado", referiu.

A paz, segurança e consolidação da democracia na região sul do continente foram assuntos debatidos a par da 39ª Cimeira Ordinária dos Chefes de Estado e de Governo, subordinada ao tema “a Criação de um Ambiente Propício para o Desenvolvimento Industrial Inclusivo e Sustentável, Incremento do Comércio Inter-regional e Criação de Oportunidades de Emprego”.

Cerca de 16 países, representados pelos seus líderes políticos participaram no evento.

Durante a reunião, a SADC concordou em adoptar o swahili como língua formal na zona bem como a operacionalização do fundo de desenvolvimento regional da SADC.

Moçambique vai acolher a próxima cimeira da SADC, confirmou o presidente daquele país, Filipe Nyusi, na cessão de encerramento da cimeira decorrida na capital da Tanzânia.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade