Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Rádio

Publicidade

Empresas

Angola: Pilotos da TAAG dão pré-aviso de greve

| Editoria Empresas | 03/09/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Os Pilotos da Linhas Aéreas de Angola (TAAG) deram na segunda-feira,02, um pré-aviso de greve que ameaça paralisar os serviços durante 10 dias, a partir de 05 de Setembro, caso suas reivindicações salariais não forem atendidas.

O sindicato informou que em 2012 foi entregue à companhia aérea um caderno reivindicativo, que resultou em entendimentos pontuais, mas não conclusivos por indisponibilidade da administração da TAAG.

Segundo o sindicato, os trabalhadores pedem a conclusão de um acordo que defina um novo estatuto remuneratório que garanta direitos, salários condignos, regalias sociais, seguros, condições de reforma e de trabalho.

A entidade que representa os pilotos da TAAG quer maior celeridade no processo negocial, “que se arrasta há mais de sete anos”.

O sindicato denuncia assimetrias salariais, com pilotos a receberem remunerações diferentes no desempenho das mesmas funções operando na mesma aeronave.

A administração das TAAG já iniciou com o sindicato a abordagem do caderno reivindicativo para tentar travar a paralisação.

A TAAG é uma das 195 empresas que o Governo de Angola pretende privatizar até 2022, no âmbito do Programa de Privatizações (ProPriv).

Actualmente a companhia aérea angolana conta com 3.100 funcionários.

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade