Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Sociedade

Polícia de Kaduna no norte da Nigéria encontrou e resgatou mais de 300 meninos de "nacionalidades diferentes"

| Editoria Sociedade | 27/09/2019

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A polícia de Kaduna no  norte da Nigéria encontrou e resgatou mais de 300 meninos de "nacionalidades diferentes" , incluindo menores, que foram seriamente abusados ​​em um centro de educação islâmica, informou a polícia nesta sexta-feira (27).

Muitas das crianças, na sua maioria provenientes do Burkina Faso, Mali e de outros países africanos, além de estarem acorrentados, declararam ter sido vítimas de abusos sexuais e torturadas enquanto eram obrigadas a recitar o Alcorão, segundo fontes policiais. O proprietário do local assegurou que a sua única atividade era o ensino do Islão e classificou como falsas quaisquer acusações de "tortura, desumanização e homossexualidade". "Estas pessoas foram utilizadas, desumanizadas", sustentou o chefe da polícia, adiantando que "nenhum pai razoável levaria os filhos para um lugar como este".

As autoridades nigerianas tentam agora contactar os familiares dos menores libertados, que foram transferidos para um estádio em Kaduna, enquanto oito pessoas relacionadas com a alegada escola foram detidas.

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade