Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Economia

China reforça cooperação com o Zimbabwe

| Editoria Economia | 13/01/2020

-A / +A

Imprimir

-A / +A

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, prometeu no domingo(12) fortalecer a cooperação com o Zimbabwe, apesar de uma recente disputa entre os dois países sobre o montante em ajuda bilateral que Pequim está dando para manter a sua economia  que se encontra em crise.

Em Novembro, o governo do Zimbbwe informou que recebeu apenas 3,6 milhões de dólares em ajuda bilateral de Pequim entre Janeiro e Setembro de 2019, muito atrás dos Estados Unidos e do Reino Unido. Visivelmente amassado, Pequim criticou Harare por subestimar a sua ajuda, avançando um número quase 40 vezes maior (136,8 milhões de dólares).

Wang Yi se encontrou no domingo com o seu homólogo Sibusiso Moyo, durante a última etapa de sua turnê pela África, que também o levou ao Egito, Djibuti, Eritreia e Burundi.

O ministro das Relações Exteriores da China não mencionou a ajuda financeira, mas elogiou a cooperação "ganha-ganha" entre a China e o Zimbabwe em infraestrutura, agricultura, mineração e prometeu explorar novas áreas de cooperação.

A China se tornou o principal parceiro comercial da África e, no Zimbábue, a sua presença é particularmente visível desde as sanções pelo não respeito aos direitos humanos impostas pelo Ocidente ao regime do ex-presidente Robert Mugabe.

"A China ajudou a África a construir mais de 130 instalações médicas, 45 estádios e mais de 170 escolas nos últimos cinco anos", disse Yi a repórteres em Harare.

Os partidos de oposição no Zimbábue acusam o governo de ceder minerais e outros recursos naturais à China em troca de ajuda financeira. Eles também acusam empresas chinesas de abusar e pagar mal os trabalhadores locais.

 

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade