Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Estudos

Cabo Verde - Índice de Preços no Consumidor - Julho 2014

| Editoria Estudos | 13/09/2014

-A / +A

Imprimir

-A / +A

Cabo Verde - Índice de Preços no Consumidor – Julho 2014

Taxa de Inflação Homóloga diminuiu 0,3 pontos percentuais em Julho

No mês de Julho de 2014 a taxa de variação homóloga registada pelo IPC foi de ‐0,4%, diminuindo 0,3 pontos percentuais (p.p.) face ao valor registado no mês anterior.

A variação mensal observada entre Junho de 2014 e Julho de 2014 foi 0,2%, valor superior em 0,1 p.p. ao registado no mês anterior.

A variação média dos últimos doze meses situou‐se em 0,2%, valor inferior em 0,1 p.p ao registado no mês anterior.

Variação Homóloga: ‐0,4%

As classes, Produtos alimentares e bebidas não alcoólicas (‐1,9%), Lazer recreação e cultura (‐1,4%), Transportes (‐1,0%) eensino (‐0,7%), contribuíramcomosvalores negativos mais expressivos. Por outro lado, as contribuições positivas foramregistadas nasclasses, Bense serviços diversos (+4,7%), Saúde(+2,1%), Vestuárioe calçado(+1,7%), Bebidas alcoólicas e tabaco (+0,7%), Rendas de habitação, água, electricidade,gáse outros combustíveis (+0,6%),Hotéis, restaurantes cafés e similares (+0,5%) e Acessórios, equipamentodoméstico e manutenção corrente da habitação (+0,2%).

As contribuições positivas verificadas foram suplantadas pelas contribuições negativas, resultando na variação homóloga negativa observada para o IPC total Nacional.

Variação Mensal: 0,2%

As classes, Transportes (+1,3%), Hotéis, restaurantes cafés e similares(+0,8%),Saúde (+0,5%), Vestuário e calçado (+0,4%), Acessórios, Equipamento doméstico e manutenção corrente da habitação (+0,2%), Bebidas alcoólicas e tabaco (+0,2%)e Produtos alimentares e bebidasnão alcoólicas(+0,2%), contribuíram com os valores positivos mais expressivos. Por outro lado, as contribuições negativas foram registadas nas classes, Rendas de habitação, água,electricidade, gás eoutros combustíveis (‐0,1%), Bens e serviços diversos (‐0,1%) e lazer recreação e cultura (‐1,4%).

As principais subidas de preços registadas pelo IPC observaram‐se nos seguintes subgrupos:

‐ Transporte aéreos de passageiros

- Açúcar, doces de fruta, produtos de confeitaria, mel, chocolate e outros produtos à base de açúcar (nd) 

‐ Aparelhos e materiais terapêuticos e sua reparação

‐ Peixe

Asprincipaisdescidasdepreçosocorreramnosseguintes subgrupos:

‐ Frutos

‐ Serviços desportivos e recreativos (S)

‐ Pequenos aparelhos domésticos electrónicos (SD)

‐ Artigos para vestuário

Variação Média de 12 meses: 0,2%

A variação média dos últimos12 mesesdo IPC total fixou‐se em 0,2%, valor inferior em 0,1p.p, ao registado no mês anterior.

Índices Regionais

A nível regional, registaram‐se variações mensais positivas, em S. Vicente (+0,6%) e Santo Antão (+0,5%) e nula em Santiago (+0,0%).

Em S. Vicente, as contribuições das classes, Produtos alimentares e bebidas não alcoólicas e Transportes, foram determinantes para a variação mensal positiva do índice total desta região. Por outro lado, as classes, Lazer recreação e cultura, Bens serviçosdiversos,Acessórios, equipamento doméstico emanutenção corrente da habitaçãoe Rendasde habitação, água, electricidade, gás e outros combustíveis, contribuíram com valores negativos para esse mesmo indicador.

Em Santo Antão, as contribuições das classes, Produtos alimentares e bebidas não alcoólicas, Vestuário e calçado, Bens serviços diversos, Transportes e Acessórios, equipamento doméstico e manutenção corrente da habitação, foram determinantes para a variação mensalpositiva do índice total dessa região. Por outro lado, a classe, Rendas de habitação, água, electricidade, gás e outros combustíveis, contribuiu de forma negativa para esse mesmo índice região.

Em Santiago, as contribuições positivas das classes, Transportes, Hotéis, restaurantes cafés e similares, Vestuário e calçado, Acessórios, equipamento doméstico e manutenção corrente da habitação e saúde, tiveram efeito idêntico ao das contribuições negativas verificadas nas classes, Produtos alimentares e bebidas não alcoólicas, Lazer recreação e cultura e Rendas de habitação, água, electricidade, gás e outros combustíveis, resultando na variação mensal nula do índice total dessa região.

Relativamente à variação homóloga, o índice de Santo Antão registou uma variação superior à média Nacional em 0,8 p.p. Em Santiago o valor foi idêntico, ‐0.4% e em S. Vicente o valor foi inferior à média do IPC Nacional em 0,2 p.p.

Agregados especiais

Relativamente aoIPC dos Bensobservou-se um valor inferiorna taxa de variaçãohomóloga, isto é, passou de  ‐0,2% em Junho de2014 para  ‐0,7% nocorrentemês.Quanto ao indicador dos Serviços, o valor passou de 0,3%, para 0,5% no corrente mês. Deste modo, o agregado IPC –Bens foi determinante para o comportamento da variação homóloga do IPC total, contribuindo com ‐0,5 p.p. para esta variação. O agregado IPC – Serviços registou uma contribuição de 0,1p.p.

Podemos constatar que o indicador de inflação subjacente (IPC Total excluindo Energia e Produtos alimentares não transformados) apresentou uma taxa de variação homóloga de ‐0,1 % valor inferior ao registado em Junho de 2014. O diferencial entre a taxa de variação homóloga deste indicador e a do IPC Total é de 0,3p.p.

INE Cabo Verde

Julho 2014

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade