Publicidade

Publicidade

Publicidade

África 21 OnlineÁfrica 21 Online

Registre-se na nossa newsletter e mantenha-se informado.
África 21 no Facebook

África 21 Online

Pesquisa

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook

Edição Impressa

Edição do Mês

Destaques da edição de Agosto de 2019

ÁFRICA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA EM ÁFRICA, UMA BOMBA AO RETARDADOR

ÁFRICA

O PARADIGMA PARTICULAR DA DEMOGRAFIA VERSUS DESENVOLVIMENTO

ANGOLA

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA UMA BOMBA DE EFEITO RETARDADO

EUROPA

O PESADELO DEMOGRÁFICO QUE ASSOMBRA A EUROPA

MOÇAMBIQUE

POR ALGUNS DÓLARES MAIS

MUNDO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS PODEM ENGENDRAR “APARTHEID GLOBAL”

VENEZUELA

O CAPCIOSO RELATÓRIO BACHELET

ÁFRICA

RUMO A UMA ÁFRICA INTEGRADA E PRÓSPERA

Suplementos

Fundação Champalimaud e Índia investem em centro de tratamento e investigação do cancro

| Editoria Suplementos | 07/01/2015

-A / +A

Imprimir

-A / +A

A Fundação Champalimaud, de Portugal, estabeleceu uma parceria com o governo do Rajastão, na Índia, para a criação de um centro inovador dedicado ao tratamento e investigação do cancro. Este centro será financiado pelo governo do Rajastão e contará com todo o apoio técnico e científico da Fundação.


Fundação Champalimaud

O centro será dotado dos mais avançados equipamentos para o tratamento de doenças oncológicas, que terá neste espaço um custo acessível. Entre esses equipamentos estão incluídas as mais recentes soluções de radioterapia, nas quais o Centro Clínico Champalimaud é pioneiro.

O acordo entre a Fundação e o governo do Rajastão foi assinado na capital do estado, Jaipur, na presença da chefe do governo, Vasundhara Raje, e da presidente da Fundação Champalimaud, Leonor Beleza.

A Fundação irá participar na criação do centro através de uma colaboração técnica de alto nível e contribuirá com pesquisa no campo do tratamento oncológico. Nesse sentido, irá fornecer formação a médicos, enfermeiros e técnicos especializados, apoiar a criação de uma rede de centros no estado do Rajastão, garantir a implementação de procedimentos clínicos avançados e alinhados com os mais recentes progressos e investir na investigação clínica.

O cancro é atualmente a segunda maior causa de morte no mundo, logo a seguir às doenças cardiovasculares. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), foram reportados 12 milhões de novos casos em 2007, e este número deverá subir para 27 milhões anuais até 2030.

Segundo a IARC (agência da OMS especializada em cancro), a doença é agora o «assassino número um» na Índia, e neste país as projeções apontam para um aumento de 1,5 vezes até 2030.

Os pacientes abaixo da linha da pobreza serão tratados neste centro de forma gratuita. O espaço, a instalar no campus da Rajasthan University of Health Sciences, será único na Índia.

Imprimir

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Siga o portal África 21

Feed RSS Twitter Facebook
África 21 Online

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade